Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.14 - n.2 - p.83
Nas estantes das bibliotecas, gêneros e silêncios (2018)

Autores: Ishimoto, Adonai Takeshi (Universidade de São Paulo (USP)); Garcia, Dantielli Assumpção (Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE); Sousa, Lucília Maria Abrahão (Universidade de São Paulo (USP))

Assuntos: Bibliotecas; LGBT; Análise de Discurso; Gênero;

Resumo: Partindo da perspectiva teórica da Análise de Discurso (PÊCHEUX, [1975] 1995), analisaremos como a ausência/presença de livros LGBT em duas bibliotecas particulares abertas ao público da cidade de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, faz presente um discurso médico-religioso que impõe a matriz heterossexual como normal, aceitável aos sujeitos, impedindo que outros dizeres sobre os sujeitos LGBT estejam nos livros ali representados.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
194 56 3 253

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.12 - n.1 - p.72
O bibliotecário e a editoração de periódicos científicos (2016)

Autores: Santana, Solange Alves (Universidade de São Paulo (USP)); Francelin, Marivalde Moacir (Universidade de São Paulo (USP))

Assuntos: Librarian; Editorial team; Scientific editing; Scientific journal

Resumo: A editoração científica possui características multidisciplinares e demanda profissionais especializados, dentre eles, o bibliotecário. Diante desse cenário, o presente estudo visa identificar atividades exercidas por bibliotecários em equipes de produção editorial de periódicos científicos. A amostra foi composta por 37 periódicos indexados no Portal de Revistas da USP. Constatou-se que há uma significativa inserção do bibliotecário nas equipes editoriais analisadas e que esses profissionais desenvolvem uma gama de atividades de cunho interdisciplinar, relacionada às áreas de Biblioteconomia, Administração, Editoração e Tecnologia da Informação

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
146 9 57 212

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.13 - n. - p.80
A atuação da assessoria à rede de bibliotecas do sistema FIRJAN: gestão, incentivo a inovação e criatividade (2017)

Autores: Palma, Bernardo José de Oliveira (Bibliotecário do Sistema FIRJAN e mestre pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro); Pimentel, Daisy Margareth Alcáçova de Sá (Bibliotecária do Sistema FIRJAN e mestranda pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro)

Assuntos:

Resumo: Apresenta o trabalho de assessoria junto à Rede de Bibliotecas do Sistema FIRJAN. Descreve a composição da Rede, instalada nas Unidades do SESI e SENAI Rio e comunidades pacificadas no município do Rio de Janeiro. Enfatiza os dois principais pilares de atuação da assessoria: gestão e capacitação. Aponta quais são, como são estruturadas e como acontecem as capacitações para as equipes da Rede. Finaliza mostrando a dinâmica de atuação da assessoria na padronização de trabalhos técnicos, acompanhamento de projetos e ações desenvolvidas na Rede.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
86 74 2 162

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.13 - n.2 - p.78
Preservação de documentos digitais: reflexões sobre as estratégias de refrescamento (2017)

Autores: Santos, Henrique Machado dos; Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Refrescamento; Preservação digital; Obsolescência tecnológica; Documento digital

Resumo: O advento das tecnologias da informação ocasionou a demanda por documentos digitais, com isto, uma quantidade significativa de documentos com necessidades de preservação em longo prazo começou a ser produzida exclusivamente em meio digital. Entretanto, o cenário das tecnologias é marcado por constantes avanços que vão deixando as tecnologias obsoletas em ciclos cada vez mais curtos. Este artigo aborda as manifestações da obsolescência em nível de suporte e tem como objetivo realizar uma reflexão sobre as estratégias de refrescamento. Desta forma, são enfatizadas práticas desta estratégia que minimizam os impactos da obsolescência tecnológica. O método utilizado consiste na revisão de materiais previamente publicados, os dados coletados são analisados de forma qualitativa e posteriormente discutem-se as vantagens e desvantagens do refrescamento. Por fim, destaca-se o papel fundamental do refrescamento na preservação em longo prazo e apontam-se algumas limitações quanto a sua implementação.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
94 21 25 140

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.11 - n.2 - p.71
A evolução da temática competência informacional no Brasil: um estudo bibliográfico no período de 2006 a 2013 (2015)

Autores: Trein, Juliane Marlei (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Vitorino, Elizete Vieira (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC))

Assuntos: Information Literacy; Information Literacy – literature review; Information Literacy - Brazil;

Resumo: Apresenta e analisa o desenvolvimento da literatura sobre a Competência Informacional no Brasil no período de 2006 a 2013. A pesquisa foi realizada por meio de um estudo bibliográfico nos principais periódicos científicos e eventos da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Identifica qual a expansão do tema em termos de quantidade de publicações existentes, considerando exclusivamente as que estão disponíveis online. Revela a evolução da temática por meio de resultados, expondo o total de publicações localizadas. A pesquisa apresenta abordagem quali-quantitativa, visando quantificar os dados encontrados, descrevê-los e interpretá-los. Os resultados obtidos foram satisfatórios, revelando um crescimento bastante significativo da temática no cenário brasileiro.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
99 24 10 133

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.15 - n. - p.92
Uma profissão feminina, mas não feminista? Representatividade de gênero na gestão dos Conselhos Regionais de Biblioteconomia no Brasil (2019)

Autores: Kramer Pereira Muller, Luciana; Soares Martins, Carlos Wellington

Assuntos: Gender; Feminism; Representativeness; Librarianship

Resumo: A presente pesquisa, de método qualitativo e que utilizou análise bibliográfica,  documental e de conteúdo, analisa a representatividade de gênero na Biblioteconomia. Os dados analisados são oriundos dos Conselhos Regionais de Biblioteconomia (CRB). Observa que, dentre profissionais registrados no Brasil no mês de março (período de levantamento de dados), 82% são mulheres e 18%, homens. Verifica, ainda, que dentre os membros de CRB o percentual de mulheres cai para 75%, nas Diretorias para 70% e na Presidência do órgão para 50%, diferença discrepante diante da totalidade. Discute, à luz do referencial teórico e correlacionando com pesquisas anteriores sobre o mesmo tema as relações existentes na predominância de homens na atuação política, bem como a linguagem sexista que generaliza no masculino, independente da grande representatividade feminina. Conclui que o debate necessita de um maior espaço de discussão e que a pesquisa deve ser ampliada.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
98 5 13 116

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.15 - n.2 - p.90
Diretrizes para uso de mídias sociais nas bibliotecas universitárias da Associação Catarinense das Fundações Educacionais - ACAFE (2019)

Autores: Catoni Custódio Maciel, Camila Emilia (SENAC RIO DO SUL); Trevisol Neto, Orestes (UDESC/UNOCHAPECÓ)

Assuntos: Guidelines; Social media; Academic libraries

Resumo: Investiga a presença de diretrizes para uso de mídias sociais em bibliotecas universitárias do sistema ACAFE. Apresenta o quantitativo de bibliotecas universitárias que estão presentes nas mídias sociais e analisa as mídias sócias que são mais utilizadas por essas unidades informacionais. A pesquisa tem caráter exploratório, adota abordagem qualitativa por meio da pesquisa documental e bibliográfica, seu universo é composto de 16 universidades do sistema ACAFE e seu corpus envolve os sites das universidades e seus documentos institucionais, e as respectivas bibliotecas universitárias. Constata-se que os manuais de uso de mídias sociais recuperados são institucionais, ou seja, criados pelas universidades, sendo que nenhuma das 56 bibliotecas (centrais e setoriais) pesquisadas apresentam documento próprio. Percebe-se a presença das bibliotecas nas mídias sociais, sendo que o Facebook é a rede social digital mais utilizada, onde 30 das 56 bibliotecas universitárias possuem fan page e 1 utiliza um perfil, em contrapartida as demais mídias analisadas são pouco exploradas. Conclui-se que a presença nas mídias sociais pode contribuir para expandir a biblioteca a um espaço de experiência, criatividade e participação ativa da comunidade. A criação de diretrizes para o uso de mídias mostra-se essencial, como boas práticas para o bom desempenho e alcance dos resultados desejados.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
48 6 29 83

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.14 - n. - p.86
Desenvolvimento e disseminação do ensino de Biblioteconomia no Brasil e em São Paulo: uma análise espaço-temporal (2018)

Autores: Souza, Ágata Nelza Gomes de (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP))

Assuntos: Ensino; Biblioteconomia; Brasil; São Paulo; FESPSP;

Resumo: Discorre, através do viés histórico, sobre o ensino de Biblioteconomia no Brasil e traz à tona um recorte mais específico sobre a prática no contexto paulistano.  Denota os primórdios do ensino biblioteconômico no país, relacionando-o à presença religiosa no Brasil colonial e sua relação com a prática da “guarda do saber”. Trata também do processo de transformação ocorrido nas bibliotecas e sobre seu ensino humanista – sobretudo, no ambiente da Biblioteca Nacional –, que aos poucos foi substituído por um enfoque mais técnico – oriundo da conjuntura norte-americana. O encadeamento histórico apresentado tem como desfecho a disseminação do ensino de Biblioteconomia por vários estados brasileiros, com destaque para São Paulo. Converge para uma reconstrução do desenvolvimento institucional da Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação localizada na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo –  FaBCI/FESPSP – desde sua fundação em 1940, construindo uma análise temporal das principais mudanças no formato do ensino de Biblioteconomia da instituição.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
59 16 1 76

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.15 - n.3 - p.91
Presença da disciplina História do Livro nos currículos dos cursos de Biblioteconomia do Brasil nos anos de 1978 e 2018 (2019)

Autores: Silva, Leonardo Gonçalves (Universidade de São Paulo (USP)); Oliveira, Lúcia Maciel Barbosa de (Universidade de São Paulo (USP))

Assuntos: Librarianship Teaching; Librarianship Curriculum; History of the book;

Resumo: A grade curricular dos cursos de Biblioteconomia no Brasil é composta tanto por disciplinas técnicas, relativas ao fazer profissional do bibliotecário, como disciplinas de caráter humanístico e cultural. Nessas últimas se insere a História do livro (e das bibliotecas), uma das mais antigas no currículo do curso e de grande importância para a formação do bibliotecário. Partindo deste pressuposto, esta pesquisa realizou um levantamento da presença da disciplina nas grades curriculares dos cursos em dois momentos (1978 e 2018), além de revisão de literatura sobre História do livro e sobre o desenvolvimento do ensino da disciplina nos currículos de Biblioteconomia. Os dados levantados mostraram que nos dois períodos quase todos os cursos possuíam a disciplina em seus currículos, ainda que com diferentes nomes.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
59 8 3 70

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.14 - n.2 - p.83
O bibliotecário e a percepção do seu espaço físico e ambiental (2018)

Autores: Conte, Selma Regina Ramalho (Universidade Federal do Paraná (UFPR))

Assuntos: Percepção; Espaço físico e ambiental; Ambiente organizacional; Bibliotecários;

Resumo: A complexidade da natureza humana revela as diversas formas de relacionamento do homem com o mundo. A percepção do espaço físico e ambiental influencia os sentidos e altera as funções cognitivas. Esta preocupação está presente também dentro das bibliotecas, onde o bibliotecário tem seu próprio espaço físico e ambiental comumente colocado em segundo plano, esquecendo-se que a satisfação deste reflete-se nos serviços prestados aos usuários. Isto posto, busca-se, com um levantamento na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), identificar, por meio de uma estratégia metacognitiva, pesquisas que abordem essa relação. Verifica-se, ainda, na Arquitetura os detalhamentos sobre espaços necessários para as áreas destinadas ao trabalho em bibliotecas; e, na ergonomia a concepção de ambientes responsivos às atividades desempenhadas,  a partir de uma abordagem fenomenológica que atenta aos modos pelos quais os sentidos são afetados pelo meio. Com isto pretende-se obter argumentos para estruturar uma mudança de conceitos na formulação dos espaços para os bibliotecários tendo como evidência a satisfação destes profissionais.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
54 13 3 70

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.16 - n. - p.93
A literatura afro-brasileira no Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia (2020)

Autores: Tanus, Gabrielle Francinne de S.C (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Tanus, Gustavo (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Oliveira, Flavia Figueiredo de (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Alves, Geísa Pereira (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Santiago, Magaly Alexandre (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Gomes, Marcus Victor Siqueira Josua (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Silva, Silvana Souza da (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)); Oliveira, Solange Gomes Toscano de (Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN))

Assuntos: Public Library; Decolonization of collections; Ethnic Diversity; Literature-Afro-Brazilian; Literary literacy;

Resumo: A biblioteca é uma instituição social responsável pela organização e a disseminação do patrimônio cultural bibliográfico e documental, tendo como missão atender às necessidades informacionais da comunidade. Assim, por meio de uma pesquisa exploratória objetivou-se identificar e discutir a presença dos autores de literatura afro-brasileira nos acervos do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia. O levantamento partiu do índice de autores afro-brasileiros arrolados no site do Literafro − Portal da Literatura Afro-brasileira. A Biblioteca Pública do Estado da Bahia foi selecionada devido a sua importância, primeira biblioteca pública na primeira cidade planejada do país, e por ser a capital brasileira que apresenta maior porcentagem de pardos e negros. Em especial, os dados demostraram a partir da lista de autores em geral e de naturalidade baiana, os quais somam 25 autores dentre o total de 133 autores, uma presença ainda muito tímida nos acervos. Acredita-se que identificadas essas ausências e lacunas as instituições possam buscar medidas para reparação a fim de complementar seus acervos, de modo que este reflita as necessidades informacionais de seu tempo. Compreende-se que o bibliotecário, como um profissional da cultura e da informação, deve estar atento a essas discussões, e busquem fortalecê-las, para o desenvolvimento do acesso à literatura de autoria negra.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
57 8 4 69

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.11 - n. - p.73
O crowdfunding em bibliotecas: tornando as bibliotecas públicas sustentáveis com a ajuda da comunidade online (2015)

Autores: Vieira, David Vernon (Universidade Federal do Cariri (UFCA)); Cunha, Murilo Bastos da (Universidade de Brasília (UnB))

Assuntos: Bibliotecas Públicas; Colaboração; Financiamento; Impacto Socioeconômico; Projetos Culturais;

Resumo: O artigo analisa algumas ferramentas de crowdfunding e o seu potencial de uso em bibliotecas públicas. A metodologia consistiu de uma revisão bibliográfica em livros, periódicos e sites de tecnologia no período de 2009 a 2015. Os resultados indicam que já existem casos de bibliotecas públicas se favorecendo deste tipo de instrumento para ajudar na captação de recursos tanto em bibliotecas estrangeiras como em brasileiras. Conclui-se que a perspectiva de colaboração dos usuários para melhorar os serviços das bibliotecas pode ser vista como um diferencial em tempos de recursos financeiros cada vez mais escassos e a luta por fontes de financiamentos diversos que ajudem a biblioteca a se manter ativa.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
42 15 11 68

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.10 - n.1 - p.17
A cultura da informação nas bibliotecas públicas brasileiras (2014)

Autores: Santos, Josiel Machado

Assuntos: Public Library; Information culture; Information Society;

Resumo: Desde o Brasil Colônia, as bibliotecas públicas brasileiras pouco contribuíram para a democratização do acesso à informação. Na Sociedade da Informação, o papel da biblioteca pública passa a ser de vital importância na medida em que pode se tornar o grande centro disseminador da informação, atuando principalmente para diminuir as desigualdades existentes na sociedade brasileira. O estudo objetiva destacar as funções da biblioteca pública ao longo do tempo e sua permanente sintonia com os processos sociais, bem como abordar as atuais tecnologias da informação e comunicação no cotidiano dos cidadãos enquanto usuários, e por fim, caracterizar sua atuação e realidade dentro da Sociedade da Informação. Para o desenvolvimento desse estudo a metodologia utilizada foi uma pesquisa básica, com abordagem qualitativa-indutiva, objetivamente exploratória a partir de uma pesquisa bibliográfica. Concluiu-se que já que não conseguiu “ser tudo para todos”, a biblioteca pública pode segmentar o mercado e oferecer produtos e serviços racionalmente estruturados de acordo com as necessidades informacionais da comunidade.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
41 24 3 68

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.16 - n. - p.93
Biblioteca comunitária: conceitos, relevância cultural e políticas (2020)

Autores: Alves, Mariana de Souza (Universidade Federal de Pernambuco (UFPE))

Assuntos: Community library; Cultural action; Readings mediation; Public policy – Pernambuco

Resumo: Apresenta, por meio de uma pesquisa exploratório-bibliográfica, considerações acerca do conceito, relevância cultural e políticas públicas das bibliotecas comunitárias. Analisa o que se compreende por biblioteca comunitária e suas relações com a biblioteca pública e popular, bem como os motivos que provocaram o seu surgimento. Destaca a importância da biblioteca pública e da biblioteca comunitária como dispositivos de educação e cultura para a formação de pessoas leitoras, cidadãs e cidadãos mais conscientes, e para o desenvolvimento local das comunidades. Por fim, discute as políticas realizadas para área do livro e leitura e biblioteca e identifica que a maioria delas foi realizada através de ações governamentais, especialmente por iniciativa do governo federal entre os anos de 2003 a 2016, fortalecendo a construção de políticas de Estado para a área do livro, leitura e bibliotecas graças ao empenho e a mobilização social de coletivos e da sociedade civil.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
56 9 1 66

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.12 - n. - p.74
A documentação museológica do acervo documental do estilista paraense André Lima (2016)

Autores: Baia, Bernardo (Universidade Federal do Pará (UFPA)); Cabral, Marcela Guedes

Assuntos: Curadoria de coleções; Documentação museológica; Acervos documentais

Resumo: O presente trabalho objetiva informar as ações de curadoria de coleções museológicas desenvolvidas no âmbito da Seção Moda da Coleção Amazoniana de Arte da UFPA. Tem como ênfase as ações e estudos no acervo documental do estilista paraense André Lima, realizados no Projeto de Extensão Universitária “Ações de Curadoria de Acervo na Seção Moda da Coleção Amazoniana de Arte”.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
51 10 4 65

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.11 - n. - p.73
A Interdisciplinaridade da biblioteconomia a partir da sua historicidade curricular (2015)

Autores: Moraes, Marielle Barros de

Assuntos: Interdisciplinarity in the Librarianship; Training of librarians; Library Science curriculum;

Resumo: Analisa a interdisciplinaridade da Biblioteconomia a partir dos currículos de formação do bacharel, desde o primeiro curso até a implantação do Currículo Mínimo no Brasil para a Biblioteconomia. Assim sendo, discutimos como vem se expressando, na historicidade das matrizes curriculares, a interdisciplinaridade na Biblioteconomia. Como objetivo, buscamos perceber a interdisciplinaridade da Biblioteconomia brasileira por meio da historicidade de suas matrizes curriculares. Para tanto, partimos de uma pesquisa exploratória acerca do conceito de disciplinaridade e seus vários prefixos: inter, multi, pluri e trans, para, depois, apresentar um percurso teórico sobre a interdisciplinaridade da Biblioteconomia. O estudo das matrizes curriculares foi feito através da Análise de Conteúdo. Com a aplicação do método, percebemos que, na historicidade das matrizes curriculares analisadas, a interdisciplinaridade está presente desde o currículo do primeiro curso. A inserção de disciplinas interdisciplinares, em quaisquer currículos, é uma busca de religar os saberes, a fim de superar o pensar fragmentado. E a Biblioteconomia, como uma área que dialoga com todas as outras, devido à sua práxis, não poderia ter um currículo voltado para si, uma vez que esta prática não favoreceria sua práxis, a qual é interdisciplinar por excelência.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
53 7 3 63

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.15 - n. - p.92
Fake news e viralização: responsabilidade legal na disseminação de desinformação (2019)

Autores: Ripoll, Leonardo (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Canto, Fábio Lorensi do (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC))

Assuntos: Fake news; Disinformation - legal aspects; Dissemination of information; Information society

Resumo: Aborda a responsabilidade legal sobre questões relacionadas à desinformação, que tem as fake news como sua forma mais conhecida, atualmente. Para tanto, apresenta uma breve conceituação da desinformação, dentro do contexto da sociedade da informação (que compreende também a ‘infosfera’ de Floridi (2010) e o ‘ciberespaço’ de Lévy (2010)). A desinformação é delimitada levando em conta seu histórico, as terminologias em uso corrente, e o seu significado, que inclui duas palavras da língua inglesa: disinformation e misinformation. Menciona o papel da leitura e os mecanismos envolvidos nas ações de combate à desinformação. Levanta o questionamento: O atual sistema de responsabilidade civil e criminal brasileiro é eficaz para combater a desinformação? Cita o Marco Civil da Internet e artigos da Lei do Consumidor e do Código Penal, enquanto legislações pertinentes ao tema, além da nova Lei 13.834/19, que altera o Código Eleitoral. Embora estejam presentes em vários países, as fake news ainda são um problema sem uma solução definitiva. A discussão da responsabilidade foca nas empresas provedoras de conteúdo e serviços e nas contas de usuário que utilizam disparos massivos de conteúdo. Conclui que a legislação brasileira atual ainda não está pronta para combater efetivamente os mecanismos de produção e disseminação de desinformação. No entanto, ressalta que o combate à desinformação é um processo complexo, composto também por outras dimensões, principalmente educacionais, e que as determinações legais devem primar pela democracia, para não se tornar um instrumento de censura.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
52 2 3 57

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.11 - n. - p.73
Em busca da Bibliografia: sobre o I Seminário Internacional A Arte da Bibliografia (2015)

Autores: Araujo, Andre Vieira de Freitas (Universidade de São Paulo (USP)); Crippa, Giulia (Universidade de São Paulo (USP)); Saldanha, Gustavo Silva (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO))

Assuntos: Bibliografia - História e Teoria; Bibliógrafos; Bibliologia, Biblioteconomia e Documentação - Fundamentos; Ciência da Informação - Fundamentos; I Seminário Internacional “A Arte da Bibliografia”;

Resumo: Apresenta os resultados do I Seminário Internacional A Arte da Bibliografia: ferramentas históricas, problemas metodológicos e práticas contemporâneas”. A partir do relato das atividades realizadas e das problematizações feitas ao longo do evento, demonstra o papel da Bibliografia enquanto disciplina e seus desdobramentos do ponto de vista histórico, metodológico e prático. A experiência concretizou um espaço de trocas entre pesquisadores e participantes, além de colocar em evidência a importância dos estudos bibliográficos para os fundamentos da Bibliologia, Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. O evento foi uma realização do grupo de pesquisa “Ecce Liber:  filosofia, linguagem e organização dos saberes”, a partir do IBICT, em parceria com CBG-UFRJ, PPGCINF-UnB, PPGB-Unirio, FFCLRP-USP e BU/SB-UFMG. 

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
47 6 2 55

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.11 - n. - p.73
Portal Semântico sobre Automedicação: um instrumento para prevenção e orientação à comunidade (2015)

Autores: Ribeiro Jr., Divino Ignacio (Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)); Santos, Alessa Fabiola (Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC))

Assuntos: Portal Semântico; Ontologias; Prevenção em saúde

Resumo: Automedicação é a decisão de consumir, sem avaliação médica, um medicamento sem conhecimento sobre como utilizá-lo, conforme Tourinho, Bucaretchi et al. (2007) que reforçam a necessidade de uma política pública para a definição de intervenções e estratégias de promoção da saúde, e nesse sentido, a promoção de pesquisas e projetos voltados para a promoção da saúde com a educação sobre o uso de medicamentos. Assim foi proposta a construção de um Portal Semântico sobre publicações em periódicos especializados, sobre medicamentos, substâncias químicas e informações toxicológicas relacionadas e informações de origem institucional. A abordagem teórico-metodológica é multidisciplinar, com o vértice situado na área da Ciência da Informação e com aportes metodológicos na Ciência da Computação e Engenharia do Conhecimento. Essas áreas trouxeram significativas contribuições para a Ciência da Informação, corroborando Souza e Alvarenga (2004) quando afirmam que as tecnologias e métodos podem ser aplicados em projetos de novos motores de busca, na construção automática de vocabulários e tesauros, na indexação automática de documentos, criação de Portais Semânticos (JORGE, 2005), entre outras aplicações. Os processos de Engenharia do Conhecimento são baseados Gómez-Pérez, Fernández-López et al. (2004, p.107), usados para o desenvolvimento da ontologia de domínio do sistema. O projeto resultou num portal de consulta acessível pela Internet, composto por: a) interface de busca; b) mecanismo de busca semântica; c) ontologia de domínio; d) fontes de informação: documentos sobre substâncias químicas e artigos científicos obtidos por importação de suas bases de dados.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
45 4 3 52

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.10 - n.2 - p.69
Pela História das Ciências da Informação do Brasil: proposição e concessão do Título Honorífico de Professora Emérita da Universidade Federal da Paraíba a Francisca Arruda Ramalho (2014)

Autores: Costa, Luciana Ferreira da (Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba); Suaiden, Emir José (Professor Titular da Faculdade de Ciência da Informação da Universidade de Brasília, Brasil.)

Assuntos: Francisca Ramalho Arruda; Emeritus Professor; Federal University of Paraíba; Information Sciences;

Resumo: Este documento histórico, que conta com a apresentação do Professor Emir José Suaiden, decano da Universidade de Brasília e valoroso personagem às Ciências da Informação do Brasil, consiste na memória do processo de proposição do maior Título que um Professor de uma Universidade Pública Federal no país pode receber por outorga do seu Magnífico Reitor. Trata, portanto, da homenagem da Universidade Federal da Paraíba a uma de suas mais célebres e ilustres professoras, a Professora Francisca Arruda Ramalho, decana do Departamento de Ciência da Informação desta universidade, pelos seus préstimos honoríficos e reconhecimento do seu digno trabalho que a fazem meritória do Título de Professora Emérita, justamente a partir da sua grande contribuição às Ciências da Informação que realizou e vem realizando no contexto brasileiro e internacional. A proposição em questão foi realizada pela professora Luciana Ferreira da Costa do Departamento de Ciência da Informação desta universidade, sua ex-aluna, considerando a expressiva contribuição da Professora Francisca Arruda Ramalho para a Universidade Federal da Paraíba, através de sua vinculação ao antigo Departamento de Biblioteconomia e Documentação e ao atual Departamento de Ciência da Informação. Professora Francisca Arruda Ramalho desempenhou inestimáveis atividades nos níveis de ensino de graduação e pós-graduação, na pesquisa, na extensão e na gestão acadêmica institucional por mais de três décadas.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
48 0 4 52

Refinar busca