Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.2 - p.175
Preprints na comunicação científica da Física de Altas Energias: análise das submissões no repositório arXiv (2010-2015) (2017)

Autores: Alvarez, Gonzalo Rubén (Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)); Caregnato, Sônia Elisa (Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS))

Assuntos: Comunicação científica; Preprints; Open Access; Física de Altas Energias;

Resumo: A circulação de preprints na Física de Altas Energias (FAE) remonta a mais de meio século, tendo como objetivos principais acelerar o processo de comunicação científica entre os pares e estimular o acesso livre à literatura especializada da área. O artigo analisa o conjunto de preprints submetidos às diferentes categorias FAE do repositório temático especializado arXiv no período 2010-2015 que foram posteriormente publicados em revistas peer review. Os indicadores bibliométricos demonstram a potencialidade dos preprints como canal precursor de difusão de resultados científicos visto que 70% das submissões foram em seguida absorvidas pelas principais revistas da FAE. Conclui que o êxito alcançado pelas iniciativas Open Access arXiv e INSPIRE-HEP favoreceu o intercâmbio de informações e conhecimentos entre os pesquisadores. O modelo proposto pela FAE pode incentivar cientistas de áreas com características similares a instalarem repositórios e bancos de dados de preprints para suas disciplinas com o intuito de fortalecer a comunicação das descobertas científicas.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
63 55 3 121

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.3 - p.177
Contribuciones de la biblioteca universitaria a la internacionalización del campus: análisis sistemático de la literatura (2017)

Autores: Sánchez-Tarragó, Nancy (Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)); Castellanos-Gallardo, Inalvis (Ministerio de Salud Pública. Dirección Nacional de Inteligencia de la Salud); Bufrem, Leilah Santiago (Universidade Federal de Pernambuco (UFPE))

Assuntos: internacionalización; educación superior; bibliotecas universitarias; prácticas bibliotecarias

Resumo: Los procesos de internacionalización universitaria constituyen respuesta adaptativa a un contexto mundial signado por la globalización, que implica, grosso modo, mayor interrelación política, económica y social entre países y regiones. En este contexto, es válido preguntarse cuál es el papel y las contribuciones de la biblioteca universitaria en los procesos de internacionalización del campus, teniendo en cuenta que, históricamente, su razón de ser ha sido servir de apoyo a la universidad en el desarrollo de sus funciones. Para encontrar respuestas se realizó una revisión sistemática de la literatura publicada en Ciencia de la información entre el 2005 y el 2015 y un análisis bibliométrico de esa producción científica. Se constató un crecimiento continuo de la investigación publicada, liderada por bibliotecarios de Estados Unidos, China y Canadá, que abordan diferentes aristas del trabajo bibliotecario que apoyan tanto la educación transnacional como la internacionalización ‘en casa’: servicios bibliotecarios para apoyar estudiantes y programas en el exterior, programas de alfabetización informacional, estudios sobre la influencia de las diferencias culturales y lingüísticas en la comunicación y los servicios, desarrollo de colecciones, entre otras. Se identificaron recomendaciones para la práctica bibliotecaria relacionadas con estrategias administrativas, de servicios, infraestructura, formación e investigación.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
56 20 10 86

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.4 - p.178
A rede social acadêmica researchgate como mecanismo de visibilidade e internacionalização da produção científica brasileira e portuguesa na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação (2017)

Autores: Ribeiro, Raimunda Araujo (Professora Adjunta do Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão - UFMA); Oliveira, Lidia (Professora com Agregação do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro); Furtado, Cassia (Professora Adjunto IV da Universidade Federal do Maranhão, Departamento de Biblioteconomia e Programa de Pós-Graduação em Design)

Assuntos: Comunicação em Ciência, Rede Social, Visibilidade, Internacionalização, Biblioteconomia, Ciência da Informação

Resumo: Este estudo analisa a problemática da comunicação no seio das comunidades científicas da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação e como as redes sociais on-line se configuram como novos espaços de disponibilização da documentação científica e interação dos investigadores. O foco deste estudo é o contributo da presença on-line dos investigadores das áreas em análise para a promoção da visibilidade e internacionalização do trabalho académico desenvolvido. Realizou-se o levantamento da presença dos referidos investigadores na Rede Social ResearchGate (http://www.ResearchGate.net), suas motivações e perceções acerca da importância dessa presença para a visibilidade e internacionalização do trabalho de pesquisa que realizam. A análise destes resultados permite gerar uma compreensão do papel desempenhado por estes novos espaços híbridos entre arquivo e espaço de interação, na dinâmica de comunicação da comunidade académica e científica da área da Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
65 6 7 78

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.3 - p.185
Inteligência competitiva e capacidade de inovação: uma análise de uma indústria de classe mundial no setor automotivo de veículos pesados (2018)

Autores: Vidigal, Frederico (Professor dos Programas de Pós-Graduação da Fundação Dom Cabral. Pesquisador do Pós-Doutoramento Cepead/UFMG/ISEG Lisbon School of Economics & Management); Gonçalves, Carlos Alberto (Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)); Silva, Joaquim Ramos (Professor e Investigador do ISEG Lisbon School of Economics & Management - Universidade de Lisboa)

Assuntos: Inteligência Competitiva, Inovação; Indústria automotiva; produtos; processos;

Resumo: O presente artigo objetivou analisar a Inteligência Competitiva no contexto da Inovação em uma indústria global do setor automotivo de veículos pesados. Procurou-se demonstrar até que ponto a inteligência competitiva tem sido tratada como um driver de inovação, no sentido de provocar mudanças no comportamento de uma empresa, envolvendo o lançamento de produtos e ações de pesquisa e desenvolvimento. Metodologicamente, a pesquisa qualitativa e descritiva utilizou-se de instrumentos de coleta como entrevistas em profundidade com gestores das áreas de “Inteligência Competitiva e de Mercado”, “Gestão Comercial e Operações”, “Gerência de Produto” da empresa além de pesquisa documental. Como resultados, detectou-se um latente investimento em novos produtos de base tecnológica, oriundos de parcerias com universidades européias, embasadas pela interação entre as atividades de Inteligência Competitiva e Inovação. Nesse contexto, ao mesmo tempo em que a indústria analisada demonstra sua busca constante por processos mais ágeis, são relatados processos aplicados no sentido de atingir o maior alinhamento com os mercados atendidos e até a antecipação de movimentos de inovação com base em sustentabilidade e eficiência operacional. Os estudos demonstraram ainda os esforços realizados pela empresa para entender a demanda de consumidores e a busca por informações e relacionamento duradouros com clientes.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
65 10 1 76

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.24 - n.3 - p.192
Bibliotecários/as em tempos de cibercultura: reflexões sobre atuação profissional e práticas bibliotecárias (2019)

Autores: Salort, Shirlei Galarça (Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)); Bilhão, Isabel Aparecida (Universidade do Vale do Rio dos Sinos/ UNISINOS); Lopes, Daniel de Queiroz (Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS))

Assuntos: cibercultura; bibliotecas universitárias; práticas bibliotecárias

Resumo: Este artigo apresenta parte dos resultados de pesquisa de uma dissertação na qual busca-se aprofundar as reflexões sobre as práticas dos bibliotecários e identificar suas percepções e sentidos sobre a atuação profissional e sobre a biblioteca universitária no contexto da cibercultura. O estudo foi realizado em uma biblioteca universitária da área médica e nele apresentam-se a trajetória e as características dessa biblioteca e identificam-se, com base em entrevistas semiestruturadas realizadas com oito bibliotecárias atuantes ou aposentadas, os sentidos atribuídos às práticas bibliotecárias. Percebe-se nas narrativas uma constante busca por reconhecimento e valorização da profissão, assim como a preocupação em manter a frequência dos usuários ao espaço físico da biblioteca estudada. Dentre as modificações percebidas nessa atuação, nota-se que o sentido de “mediador” passa a dar espaço ao sentido de “educador” e a postura de “esperar o usuário” passa a dar lugar a de “buscar o usuário”, o que demonstra uma inquietação com relação ao futuro da biblioteca e da atuação do bibliotecário. Assim como, identificam-se sentidos que podem indicar estratégias de manutenção da cultura profissional e da permanência no mercado de trabalho.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
46 13 1 60

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.4 - p.178
Youtube nas bibliotecas universitárias brasileiras: quem, como e para o que é utilizado (2017)

Autores: Muriel-Torrado, Enrique (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Gonçalves, Marcio (Ibmec (Rio de Janeiro))

Assuntos: Bibliotecas universitárias; Serviços on-line; Mídia social; Inovação; Vídeos

Resumo: Apresenta o uso da mídia social YouTube como plataforma capaz de servir às atividades do profissional de ciência da informação e de biblioteconomia. Relaciona as práticas audiovisuais de bibliotecas que promovem ações e coloca em questão a importância do bibliotecário como produtor de conteúdo em ambiente digital. Os resultados da pesquisa servem como material referencial para profissionais de informação e gestores de unidades de informação que queiram investir no compartilhamento da informação em ambiente digital como forma de relacionamento com os públicos de interesse da organização em que atuam. Conclui-se que é importante planejar as ações de comunicação em plataformas de mídias sociais de forma a que o conteúdo seja relevante para os seguidores dos canais em audiovisual produzidos pelas bibliotecas universitárias brasileiras.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
37 3 4 44

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.1 - p.141
Fluxos de informação em projetos de inovação: estudo em três organizações (2017)

Autores: Oliveira Araújo, Wánderson Cássio (Universidade Federal do Ceará (UFC)); Silva, Edna Lúcia da (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Varvakis, Gregório (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC))

Assuntos: Gestão da informação; Fluxos de informação; Canais de comunicação; Fontes de informação; Inovação;

Resumo: Os fluxos de informação são responsáveis pela busca, seleção, tratamento, armazenamento, disseminação e uso das informações necessárias aos processos organizacionais que resultam em conhecimento com valor agregado às necessidades dos projetos de inovação. Analisou-se o fluxo de informação em projetos de inovação em nível tático e estratégico. Utilizou-se a pesquisa exploratória-descritiva de abordagem qualitativa com procedimentos técnicos caracterizados por estudo de múltiplos casos. O locus da pesquisa foi composto por uma organização com fins lucrativos, uma fundação sem fins lucrativos e um projeto de pesquisa de uma IES. A coleta de dados foi executada em duas etapas utilizando os seguintes instrumentos de pesquisa: (i) entrevista com o nível estratégico; (ii) questionário com o nível tático do projeto. Oito variáveis de pesquisa foram utilizadas, para a análise, divididas nas dimensões (i) elementos: atores, canais, fontes de informação e tecnologia; e (ii) aspectos: necessidades, determinantes de escolha e uso, barreiras e velocidade. Confirmou-se que fluxo de informação é processo crucial para a criação de conhecimento nos projetos estudados. Esse processo é dinâmico e influenciado pelas peculiaridades dos projetos. A administração adequada do fluxo de informação é desejável para efetivo sucesso do projeto e maximização de resultados do ponto de vista informacional.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
33 6 4 43

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.4 - p.187
Um panorama do ensino superior em gestão da informação no Brasil (2018)

Autores: Cordeiro, Douglas Farias (Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás); Cassiano, Kátia Kelvis (Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás)

Assuntos: Gestão da Informação; Análise exploratória; Classificação de dados textuais;

Resumo: A importância da Gestão da Informação enquanto área de pesquisa e de mercado vêm se tornando cada vez mais clara e necessária sob os mais variados aspectos. No âmbito de suas contribuições e avanços, é notável a interdisciplinaridade com áreas como a Administração, Ciência da Informação, Ciência da Computação, além de outras, permitindo a concepção de metodologias, estratégicas e processos voltados a fomentar a inovação e o melhor uso da informação. Entretanto, a própria característica interdisciplinar da Gestão da Informação acaba por gerar diferentes visões e interpretações no que se refere ao conjunto básico de disciplinas que a compõe, como pode ser observado nos Projetos Pedagógicos dos cursos superiores de graduação no Brasil. Neste contexto, este artigo se propõe a tecer um panorama da Gestão da Informação no Brasil, através do desenvolvimento de uma análise exploratória, quantitativa e qualitativa, acerca dos cursos superiores nesta área, a fim de promover subsídios e dados para discussões sobre suas tendências e necessidades, apresentando resultados numéricos e grafos de similaridade entre termos, com base na utilização de métodos estatísticos e de classificação textual. Finalmente, são tecidas discussões sobre os perfis dos cursos com base nas análises realizadas, revelando particularidades e características de cada um deles, as quais fortalecem e compravam o caráter interdisciplinar da Gestão da Informação, e suas faces conectivas com outras áreas.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
33 0 9 42

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.1 - p.141
Relações interdisciplinares entre a Ciência da Informação e a Ciência da Comunicação: uma análise a partir de citações, formação das bancas e palavras-chave das teses das áreas (2017)

Autores: Maricato, João de Melo (Universidade de Brasília (UNB). Faculdade de Ciência da Informação (FCI).); Reis, Filipe (Universidade Federal de Goiás (UFG). Faculdade de Informação e Comunicação (FIC))

Assuntos:

Resumo: Estuda relações interdisciplinares nas e entre as áreas de Ciência da Informação e da Ciência da Comunicação, discutindo as mudanças de paradigmas que têm acontecido nessas disciplinas. Analisa as relações interdisciplinares com métodos bibliométricos e cientométricos, especificamente análises de coocorrência e cocitação. Coletou-se dados de teses de 4 programas de pós-graduação brasileiros (10 teses de cada um dos programas) e analisou-se relações entre as citações, entre a titulação da banca e entre as palavras-chave, com intuito de identificar coocorrênicas e, consequentemente, relações interdisciplinares nas e entre as duas áreas. Constatou-se que existem fortes relações quanto à análise de cocitação; grande variedade de formações dos membros das bancas e relativamente alta coocorrência destas entre as áreas, porém, mais intensas na área de Ciência da Informação e com mais interesse desta na área Ciência da Comunicação; não foram identificadas relações entre as duas áreas por meio da análise de coocorrência de palavras-chave. Conclui-se que ambas as áreas possuem características fortemente interdisciplinares, no entanto, são mais intensas da área de Ciência da Informação do que da Ciência da Comunicação, havendo mais interesse da primeira área na segunda.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
34 1 1 36

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.2 - p.181
Materialização da Web Semântica: um modelo de construção dinâmica de consultas baseados em mapeamento de ontologias (2018)

Autores: Coneglian, Caio Saraiva (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)); Santarem Segundo, José Eduardo (Universidade de São Paulo (USP))

Assuntos: web semântica, ontologias, SPARQL

Resumo: Aproximar a linguagem computacional da humana é um desafio no processo de Recuperação da Informação. Nessa perspectiva, a Web Semântica tem permitido novos meios de tratamento dos dados contidos na Web, afim de permitir melhor compreensão do significado destas informações. Contudo, alguns dos conceitos que envolvem a Web Semântica, como as ontologias, apresentam alta complexidade, dificultando o seu uso. A dificuldade de compreensão, a estrutura que estas possuem, e a diversidade como elas são construídas, tornam o manuseio de ontologias para a descoberta do significado dos termos, algo não efetivo, impossibilitando oferecer um panorama concreto do sentido dos termos. Assim, essa pesquisa tem como objetivo propor um modelo que verifique o contexto e o significado de um termo dentro de uma ontologia. Para tal, foi realizado pesquisa bibliográfica, construção do modelo e a implementação de um protótipo, como prova de conceito, para a verificação dos resultados. O modelo e a implementação apresentam como resultado o tratamento genérico de ontologias, obtendo o significado e o contexto que um termo possui. Baseados nos resultados identifica-se que a utilização de ontologias permite que sistemas computacionais possam apresentar uma perspectiva ampliada do contexto dos dados, atendendo mais eficazmente as necessidades informacionais dos usuários.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
30 0 2 32

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.24 - n.1 - p.189
Selos comemorativos brasileiros: uma proposta de representação do conhecimento (2019)

Autores: Feitosa, Kézia de Lira (Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)); Salcedo, Diego Andres (Universidade Federal de Pernambuco (UFPE))

Assuntos:

Resumo: Este artigo tem por objetivo estabelecer os procedimentos para a representação temática de selos postais comemorativos, por meio da criação de critérios e de um protótipo de representação, levando em consideração os princípios que norteiam os serviços de tratamento temático. O estudo e estabelecimento dessas diretrizes não somente auxiliam o profissional bibliotecário enquanto técnica padronizadora dos serviços de classificação e indexação, como influenciam diretamente na qualidade do serviço de representação deste tipo documental. Desta forma, promove maior possibilidade de acesso ao conjunto de informações históricas, sociais, culturais e econômicas que estão contidas nesses documentos auxiliando colecionadores, pesquisadores e professores além de todo o público-alvo em potencial. Trata-se de uma pesquisa exploratória. É pertinente classificá-la como bibliográfica e documental ao utilizar a literatura científica da Biblioteconomia e Ciência da Informação recuperadas na Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI) e na Scientific Electronic Library Online (SciELO), bem como no blog dos Correios do Brasil e os respectivos Editais de Emissão dos Selos Comemorativos de 2017. As discussões desde a construção dos critérios, bem como da ferramenta metodológica elaborada para a representação do objeto e a sua aplicação atendem ao propósito da pesquisa e funcionam de forma eficaz e efetiva enquanto instrumento técnico para representação temática de selos postais comemorativos.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
26 4 1 31

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.4 - p.187
Multi e interdisciplinaridade nos programa em ciência da informação brasileiros (2018)

Autores: Lança, Tamie Aline (Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Universidade de São Paulo (USP)); Amaral, Roniberto Morato (Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)); Gracioso, Luciana Souza (Universidade Federal de São Carlos (UFSCar))

Assuntos: Ciência da Informação; Interdisciplinaridade; Multidisciplinaridade; Plataforma Lattes; Bibliometria;

Resumo: A Ciência da Informação surge junto à transição entre ciência moderna e pós-moderna, que originou um movimento integrador de saberes denominado de interdisciplinaridade. Atrelando-se ao fato de ter um complexo objeto de estudo – a informação, reconhece-se sua inclinação interdisciplinar. Com o crescimento dos Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação no Brasil, tornou-se relevante identificar como ocorrem as relações interdisciplinares nesses programas. O método de pesquisa do presente artigo compreendeu a utilização da Bibliometria e da análise de redes como técnicas de análise de informações. A amostra envolveu 417 currículos Lattes de docentes vinculados aos programas de pós-graduação, no período de 2013 a 2016. Como resultados, foram caracterizados o perfil multidisciplinar e as relações interdisciplinares na Ciência da Informação, identificando-se as áreas que fornecem e as que recebem contribuições da Ciência da Informação. Concluiu-se que os resultados obtidos contribuem para instrumentalizar a compreensão da interdicisplinaridade na atividade científica da área, e consequentemente para o seu fortalecimento e visibilidade como área do conhecimento no Sistema Nacional de Pós-Graduação Brasileiro.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
21 1 6 28

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.3 - p.177
Metadados para descrição de datasets e recursos informacionais do “Portal Brasileiro de Dados Abertos” (2017)

Autores: Moreira, Fábio Mosso (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)); Zafalon, Zaira Regina (Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)); Santos, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)); Sant'Ana, Ricardo César Gonçalves (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP))

Assuntos: Metadados; Recuperação; Dados Governamentais; Dataset; Recursos Informacionais;

Resumo: O Governo brasileiro e os fundadores da Open Government Partnership adotaram, em 2011, a declaração de Governo Aberto, anunciando planos de ação para tornar conjuntos de dados acessíveis baseado nos princípios de Dados Governamentais Abertos, o que resultou na implantação do Portal Brasileiro de Dados Abertos. Por meio de um sistema de recuperação é possível realizar buscas neste website, identificando fontes de dados sobre saúde, transporte, segurança pública, educação, gastos governamentais e processo eleitoral. Considerando que o compartilhamento de dados pode se tornar uma atividade complexa devido à baixa carga semântica deste tipo de informação, durante a busca por datasets governamentais na Web podem ser encontrados problemas como acesso parcial, superficial e de difícil compreensão dos dados. A descrição eficiente dos recursos informacionais e a representação adequada dos conjuntos de dados podem amenizar estes fatores, e contribuir com a obtenção de resultados relevantes no processo de recuperação. Levanta-se a questão sobre quais elementos de metadados os serviços de disponibilização de dados governamentais estão utilizando para representar seus recursos informacionais. Para tanto, esta pesquisa tem como objetivo estudar o processo de recuperação de dados no Portal Brasileiro de Dados Abertos analisando os elementos de metadados utilizados na representação dos datasets.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
24 1 3 28

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.2 - p.175
As instituições, produtores e produtos científicos do campo da moda no Brasil (2017)

Autores: Neto, Orestes Trevisol (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Café, Ligia Maria Arruda (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)); Silva, Edna Lucia da (Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC))

Assuntos: Institucionalização científica; Moda; Brasil

Resumo: O interesse desta pesquisa está voltado para a análise da institucionalização científica no campo da Moda concentrando-se nos agentes, locais e processos de produção e comunicação científica. Os pressupostos que mobilizam o desenvolvimento desta pesquisa estão alicerçados na crença que os agentes, as instituições produtoras e a própria produção científica são responsáveis pela consistência científica do campo e pelo seu nível de institucionalização. A pesquisa teve como objetivo geral analisar a institucionalização científica do campo da Moda no Brasil. Possui caráter descritivo e exploratório, faz uma abordagem quali-quantitativa (mista) e utiliza técnica de pesquisa documental. O corpus da pesquisa foi constituído pelos dados retirados dos grupos de pesquisa em moda cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa, dos Currículos Lattes dos pesquisadores, dos sites dos programas de pós-graduação, eventos e revistas científicas e demais documentos usados como fontes para coleta de dados. A cobertura temporal compreendeu os anos de 1988 a 2013. Na vertente da institucionalização social foram analisados os cursos de graduação e pós-graduação, as revistas, a associação de pesquisa, os eventos e os grupos de pesquisa desse campo. A importância da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisa em Moda (ABEPEM) no processo de institucionalização social do campo ficou destacada. Na vertente da institucionalização cognitiva foram analisados os pesquisadores e a produção científica do campo. Nesse aspecto, foi possível detectar a existência de uma comunidade científica pequena e foi percebida a importância dada pelos integrantes dessa comunidade para a publicação de trabalhos em eventos, o que permite estabelecer uma relação direta entre institucionalização social e cognitiva nesse campo e a importância da comunicação científica no processo de institucionalização. Os resultados apontam indícios de institucionalização embrionária cognitiva e social do campo da moda no Brasil.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
18 2 1 21

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.2 - p.181
Gestão do conhecimento como fonte de vantagem competitiva em uma paraestatal mineira (2018)

Autores: Sousa, Caissa Veloso e (Centro Universitário Unihorizontes); Prata, Fabrício Silva (Centro Universitário Unihorizontes); Pereira, Jefferson Rodrigues (Centro Universitário Unihorizontes)

Assuntos: Gestão do Conhecimento; Estratégia; Competitividade; Processos de Trabalho; Paraestatal; Ensino Profissionalizante;

Resumo: O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo identificar e analisar os principais fatores que exercem influência no processo de gestão do conhecimento em uma instituição paraestatal de ensino profissionalizante localizada no estado de Minas Gerais. Para tal foi desenvolvida uma pesquisa descritiva, à luz de uma abordagem quantitativa, baseada em um estudo de caso, cuja amostra foi composta por 1.413 funcionários da instituição objeto de estudo. Em um ambiente de análise foi desenvolvido um modelo fatorial composto pelos construtos ‘estratégia e comunicação’, ‘políticas e práticas de gestão de pessoas’ e ‘processos de trabalho’, cuja explicação total do fenômeno em questão foi de 70,344%. Dentre os principais resultados alcançados destaca-se a importância da gestão do conhecimento no processo de planejamento estratégico organizacional. Nesse mesmo sentido, faz-se importante compreender a relação que se estrutura entre estratégia organizacional, políticas e práticas de gestão de pessoas e processos de trabalho como uma variável relevante para uma gestão do conhecimento eficiente, eficaz e efetiva. Em termos agregados, a compreensão, aplicabilidade e gestão da tríade aqui discutida permitem que a empresa se torne mais competitiva e adaptável frente às constantes mudanças do mercado em que atua.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
13 4 2 19

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.3 - p.177
Presença digital dos conselhos regionais de biblioteconomia do brasil no facebook (2017)

Autores: Corrêa, Elisa Cristina Delfini (Docente do Departamento de Biblioteconomia - Gestão da Informação, do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED), na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)); Garcês da Silva, Franciéle Carneiro (Mestranda em Ciência da Informação pelo convênio Universidade Federal do Rio de Janeiro/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (UFRJ-IBICT) Bacharela em Biblioteconomia - Gestão da Informação (UDESC) Diretora Técnica da Associação Catarinense de Bibliotecários (ACB) Pesquisadora Associada ao Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB - UDESC))

Assuntos: Facebook; CRBs; Conselhos; Presença Digital; Mídias sociais;

Resumo: O Facebook, enquanto plataforma colaborativa na Internet que agrega diversas redes sociais, é uma ferramenta capaz de alcançar um grande número de potenciais interessados naquilo que os perfis ali inscritos se propõem a oferecer. Além de ser um excelente canal de divulgação e marketing, essa mídia social é também uma plataforma de comunicação muito eficiente. Dentre as diferentes categorias de profissionais com perfil no Facebook estão presentes os Conselhos Regionais de Biblioteconomia (CRBs) brasileiros que buscam marcar ali sua presença digital e atingir seu público-alvo com informações de interesse aos bibliotecários. O presente trabalho tem como objetivo apresentar, categorizar e discutir as postagens de 13 CRBs presentes na mídia social Facebook durante o ano de 2014. Com base nos resultados, foi possível verificar que o Facebook representa uma ferramenta que oportuniza aos CRBs um contato menos formal com seu público-alvo, permitindo criar uma nova identidade que os aproxime dos bibliotecários para além da austeridade dos aspectos fiscalizatórios de sua natureza autárquica.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
15 1 2 18

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.2 - p.181
Do espaço ao ciberespaço: sobre etnografia e netnografia (2018)

Autores: Mesquita, Rafael Fernandes de (Universidade Potiguar - UnP. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - IFPI.); Matos, Fátima Regina Ney (Universidade Potiguar - UnP/Brasil. Instituto Superior Miguel Torga/Portugal.); Machado, Diego de Queiroz (Universidade Federal do Ceará (UFC)); Sena, Augusto Marcos Carvalho de (Universidade de Fortaleza - UNIFOR e Universidade Federal do Ceará - UFC.); Baptista, Maria Manuel Rocha Teixeira (Universidade de Aveiro)

Assuntos: Netnografia, Etnografia, Web of Science, Bibliometria

Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar a evolução das pesquisas em netnografia, a partir da aplicação de uma análise bibliométrica nas produções científicas na área. Para essa análise, optou-se pela utilização da base de dados Web of ScienceTM, principalmente pela sua abrangência ao conter inúmeras áreas científicas. Como principais resultados das análises foram identificadas a quantidade de artigos em evolução atingindo seu ápice no ano de 2015, os top journals, países e autores da temática e os artigos mais citados que apresentam objetos empíricos distintos, sem problematizar o uso e a adaptação do método etnográfico às comunidades on-line. Ao concluir o trabalho, o estudo propõe indicativos de uma agenda de pesquisa para discutir o método e suas implicações para os estudos das organizações e a área que é majoritariamente o campo das pesquisas netnográficas: o marketing.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
14 0 2 16

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.2 - p.181
Política de preservação digital: caso Pinacoteca de São Paulo (2018)

Autores: Luz, Charlley dos Santos (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP)); Maringeli, Isabel Cristina Ayres da Silva (Pinacoteca de São Paulo)

Assuntos: preservação digital, política de preservação

Resumo: Apresenta o relato de caso da estruturação e definição para implantação da Politica de Preservação Digital da Pinacoteca de São Paulo. Estabelece os principais elementos, determina o processo de diagnóstico e seus principais apontamentos. Traz a estratégia e os componentes da Política de Preservação Digital da Pinacoteca – Objetivos 2026.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
1 4 11 16

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.1 - p.180
A Wikipédia como fonte de informação de referência: avaliação e perspectivas (2018)

Autores: Kern, Vinícius Medina (UFSC Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento)

Assuntos: Wikipédia; enciclopédias; obras de referência; curadoria digital; revisão pelos pares;

Resumo: A Wikipédia é citada em revistas científicas de alto impacto, apesar de sua má reputação como fonte de informação. O que sustenta essa aceitação? Em busca de respostas, este artigo apresenta uma avaliação da Wikipédia anglófona segundo o roteiro de Silberger para obras de referência quanto ao propósito, alcance, arranjo, informação dada, acesso e características especiais, com um aspecto adicional: o controle da qualidade do conteúdo. Complementa essa avaliação um relato da experiência do autor na criação de um verbete em português. Em conclusão, a Wikipédia tem conteúdo de alta qualidade, com vantagens como o grande volume de conteúdo em muitas línguas, bem como desvantagens, como a ênfase em tópicos “populares”. Há também conteúdo inadequado, cuja contenção e reparo dependem da capacidade e engajamento da comunidade linguística que a edita, bem como do respeito a seus princípios editoriais. Há oportunidade para engajar estudantes do ensino superior na criação de conteúdos, bem como na avaliação, que é uma forma de revisão por pares. O bom uso da Wikipédia depende essencialmente da capacidade crítica do leitor.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
13 0 3 16

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.22 - n.1 - p.141
Motivações dos discentes do Programa de Pós-graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) para publicar em periódicos científicos no domínio do Direito (2017)

Autores: Araújo, Paula Carina de (Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (UNESP) Universidade Federal do Paraná (UFPR) Universidade de Caxias do Sul (UCS)); Miguel, Sandra (Instituto de Investigaciones en Humanidades y Ciencias Sociales - IdIHCS (UNLP-CONICET). Universidad Nacional de La Plata, Argentina)

Assuntos: Motivação; Produção científica; Periódico Científico; Pós-Graduação em Direito; Comunicação científica;

Resumo: Busca conhecer as motivações e dificuldades dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) para publicar em periódicos científicos. Desenvolve uma pesquisa qualitativa e exploratória e utiliza o questionário como instrumento de coleta de dados. Tem como população da pesquisa os discentes do Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).Classifica as motivações em quatro categorias: científico-profissionais, financeiras/de recompensa, pessoais e tecnológicas. Apresenta o reconhecimento acadêmico advindo da produção intelectual e/ou científica como a motivação mais importante para os respondentes. Destaca a baixa disponibilidade de tempo para pesquisar e escrever como a principal dificuldade considerada pelos alunos.Indica o tempo prolongado para avaliação dos artigos submetidos aos periódicos científicos, como uma dificuldade além das previstas na pesquisa, especialmente, quando os artigos fazem parte de um estrato privilegiado do Qualis da CAPES. Identifica alto grau de similaridade entre os resultados desta pesquisa e outras realizadas no Brasil sobre motivações para publicar em periódicos científicos.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
13 0 3 16

Refinar busca