Artigo
PontodeAcesso - v.12 - n.3 - p.1722
PROCESSO ADMINISTRATIVO ELETRÔNICO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL: uma análise frente a gestão arquivística de documentos públicos (2018)

Autores: Schäfer, Murilo Billig; Lima, Eliseu dos Santos; Seiffert, Claudineli Carin; Flores, Daniel (Universidade Federal Fluminense (UFF))

Assuntos: Arquivologia; Documentos arquivísticos digitais; Administração Pública Federal; Processo Administrativo Eletrônico;

Resumo: Este artigo tem como objetivo analisar o Decreto n° 8.539, de 8 de outubro de 2015, que trata da adoção do processo administrativo eletrônico na administração pública federal brasileira, frente à gestão arquivística de documentos públicos. Para atender este objetivo, os principais dispositivos do decreto são analisados considerando referenciais teóricos que tratam da integridade, acesso e preservação de longo prazo dos documentos arquivísticos digitais. Foram analisados os objetivos do Decreto n° 8.539, as plataformas tecnológicas necessárias à criação, tramitação, armazenamento e acesso aos documentos arquivísticos digitais, a cadeia de custódia ininterrupta digital, além da presunção de autenticidade dos documentos. Baseado nos conceitos do referencial teórico, o artigo conclui que embora exista um contexto de estímulo ao uso de documentos nato digitais, diversos elementos indispensáveis a gestão arquivística de documentos são desconsiderados pelas instituições públicas, colocando em risco grande parte do patrimônio documental que passa a ser produzido em meio nato digital.

DOI: 10.9771/rpa.v12i3.17577

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
88 0 146 234

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.13 - n.2 - p.78
Preservação de documentos digitais: reflexões sobre as estratégias de refrescamento (2017)

Autores: Santos, Henrique Machado dos; Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Refrescamento; Preservação digital; Obsolescência tecnológica; Documento digital

Resumo: O advento das tecnologias da informação ocasionou a demanda por documentos digitais, com isto, uma quantidade significativa de documentos com necessidades de preservação em longo prazo começou a ser produzida exclusivamente em meio digital. Entretanto, o cenário das tecnologias é marcado por constantes avanços que vão deixando as tecnologias obsoletas em ciclos cada vez mais curtos. Este artigo aborda as manifestações da obsolescência em nível de suporte e tem como objetivo realizar uma reflexão sobre as estratégias de refrescamento. Desta forma, são enfatizadas práticas desta estratégia que minimizam os impactos da obsolescência tecnológica. O método utilizado consiste na revisão de materiais previamente publicados, os dados coletados são analisados de forma qualitativa e posteriormente discutem-se as vantagens e desvantagens do refrescamento. Por fim, destaca-se o papel fundamental do refrescamento na preservação em longo prazo e apontam-se algumas limitações quanto a sua implementação.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
94 21 25 140

Artigo
Informação & Informação
A diplomática contemporânea: reflexões sobre sua aplicabilidade na era digital (2018)

Autores: Silva, William; Flores, Daniel

Assuntos: Arquivologia; Patrimônio Cultural; Diplomática Contemporânea. Tipologia Documental. Classificação. Autenticidade. Documentos Arquivísticos Digitais.

Resumo: Introdução: Ao longo de muito tempo, a Diplomática contribuiu significativamente para a identificação da autenticidade dos documentos, ampliando seu rol de atuação quando foi influenciada por outras disciplinas, tais como a Arquivística moderna, que potencializou o seu objeto de estudo, mostrando a profunda ligação entre a espécie e sua atividade geradora. Objetivo: O presente trabalho tem como objetivo realizar reflexões acerca da evolução da Diplomática Clássica para a Diplomática Contemporânea, a relação entre esta disciplina e a Classificação Documental e os seus impactos diante a era digital, na constituição do processo de autenticidade dos documentos arquivísticos digitais.Metodologia: A natureza pesquisa é classificada como básica, a forma de abordagem é classificada como qualitativa, o objetivo da pesquisa classificada como exploratória, envolvendo levantamento bibliográfico a respeito da diplomática na sua relação com a arquivística e a empregabilidade na era digital.Resultados: Após a pesquisa, compreende-se que a Diplomática perpassa os tempos, diante os aspectos de estudo da espécie documental, até o momento de sua relação com a Arquivística moderna, quando compreende o universo de estudo da Tipologia Documental, identificando-se com a Classificação, enquanto função matricial da Arquivística moderna, e utilizando dos recursos da análise da autenticidade no ambiente digital.Conclusão: É evidente que há uma relação intrínseca entre a Diplomática, em sua perspectiva contemporânea, com a Arquivística moderna, tanto na compreensão dos aspectos da tipologia documental, quanto como ferramenta essencial na análise da autenticidade no ambiente digital.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
34 6 1 41

Artigo
Ciência da Informação em Revista - v.5 - n.1 - p.314
A Obsolescência do Conhecimento em Preservação Digital (2018)

Autores: Santos, Henrique Machado (Universidade Federal do Rio Grande (FURG)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Preservação digital; Gestão do conhecimento; Obsolescência tecnológica; Obsolescência do conhecimento; Documento digital;

Resumo: Este estudo realiza uma reflexão sobre a gestão do conhecimento sobre preservação digital, com ênfase em preservar o conhecimento e mantê-lo acessível no longo prazo. Para isto é perpassada a relação entre gestão do conhecimento e preservação digital, assinalando pontos de convergência para um possível ciclo de retroalimentação. A metodologia utilizada consiste no levantamento bibliográfico de materiais previamente publicados, configurando-se como um artigo revisão de caráter assistemático. Dentre as contribuições mais relevantes deste estudo, ressalta-se que a obsolescência do conhecimento é um entrave tão complexo para a preservação digital, quanto a obsolescência de hardware e software, o que reforça a importância das práticas de gestão do conhecimento.

Ver registro completo

Interações no Facebook
Reactions Comentários Compartilhamentos Total
2 0 6 8

Artigo
Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação - v.16 - n. - p.93
Infraestrutura organizacional necessária ao repositório arquivístico digital confiável: um diálogo com a ISO 16363 (2020)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal do Rio Grande (FURG)); Flores, Daniel (Universidade Federal Fluminense (UFF))

Assuntos: Digital preservation; Digital repositories; Digital records; Preservation policies; Digital archive

Resumo: Este estudo analisa o Audit and Certification of Trustworthy Digital Repositories (ACTDR) e considera sua pertinência no processo de auditoria de Repositórios Arquivísticos Digitais Confiáveis (RDC-Arq’s) com ênfase nos aspectos relacionados à infraestrutura organizacional. Sendo assim, tem-se por objetivo realizar uma síntese dos requisitos de auditoria a serem cumpridos por um RDC-Arq que segue o modelo Open Archival Information System (OAIS). Igualmente, pretende-se esclarecer os requisitos arquivísticos subentendidos no ACTDR. A metodologia utilizada parte do levantamento bibliográfico de materiais previamente publicados, o qual consiste na seleção de livros, publicações técnicas e artigos científicos recuperados através da ferramenta de pesquisa Google Scholar. Logo, obtém-se um artigo de revisão, com caráter assistemático, capaz de descrever e contextualizar os requisitos de infraestrutura organizacional, preconizados pelo ACTDR, no âmbito da Arquivística. Por fim, este estudo fornece subsídios estimular a discussão e a compreensão da infraestrutura organizacional no processo de auditoria dos RDC-Arq’s. Dessa forma, reafirma a convergência entre OAIS, ACTDR e a Arquivística, a qual coaduna no RDC-Arq.

Ver registro completo

Artigo
PontodeAcesso - v.13 - n.2 - p.1888
MODELO LÓGICO DA INFORMAÇÃO ARQUIVADA NO OPEN ARCHIVAL INFORMATION SYSTEM: uma reflexão arquivística (2019)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal do Rio Grande (FURG)); Flores, Daniel (Universidade Federal Fluminense (UFF))

Assuntos: Preservação digital; Documento arquivístico digital; Repositório digital; OAIS; Arquivística

Resumo: A constante produção de documento digitais no âmbito da Arquivística ocasionou um processo de revisão teórico-prático. Como consequência, além de custodiar documentos analógicos, os arquivos passaram também, a custodiar documentos digitais. No entanto a sua preservação é dotada de complexidades tecnológicas e especificidades arquivísticas, e para sanar tais necessidades, tem-se discutido a implementação de políticas, estratégias e repositórios digitais em conformidade com o modelo Open Archival Information System (OAIS). Para fins deste estudo, aborda-se o modelo lógico da informação arquivada, proposto pelo OAIS, com o objetivo de identificar e apontar convergências com a Arquivística. A metodologia consiste no levantamento bibliográfico composto por livros, publicações técnicas e artigos científicos, caracteriza-se assim, como um artigo de revisão assistemática. Como resultado, observaram-se convergências entre a Arquivística e o modelo lógico da informação arquivada presente no OAIS em relação à organicidade, proveniência, custódia e acesso. Dentre os principais apontamentos, ressalta-se a pertinência do modelo lógico da informação arquivada, o qual proporciona confiabilidade aos documentos arquivísticos custodiados, e assim reforça a possibilidade de implementar repositórios arquivísticos digitais confiáveis, em conformidade com o OAIS.

DOI: 10.9771/rpa.v13i2.29141

Ver registro completo

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.23 - n.3 - p.185
Política arquivística de preservação digital: um estudo sobre sua aplicabilidade em instituições públicas federais (2018)

Autores: Silva, William; Flores, Daniel

Assuntos: Preservação Digital; Política Arquivística de Preservação Digital; Plano de Preservação Digital;

Resumo: O presente artigo apresenta parte dos resultados obtidos em uma pesquisa de mestrado sobre a preservação do patrimônio documental arquivístico da Federação Espírita do Grande do Sul (FERGS), desenvolvida no Programa de Pós-Graduação Profissional em Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Santa Maria (PPGPPC/UFSM). O objetivo geral da pesquisa é analisar a aplicação de estratégias de preservação para fins de elaboração de um Plano de Preservação do Patrimônio Documental Arquivístico da FERGS. Para subsidiar a referida pesquisa, optou-se pela realização de um levantamento de dados que identificasse políticas arquivísticas sobre preservação digital e como ela se efetivaria nas instituições, para que fosse possível analisar o universo da referida instituição, a FERGS. O resultado desse levantamento de dados, realizado em cinquenta e cinco instituições públicas brasileiras, mostrou que boa parte delas, ou seja, cerca de noventa e um por cento, não possui uma política arquivística de preservação digital e nenhuma delas possui um Plano de Preservação Digital que efetivasse essa política. Isso mostra que as políticas públicas sobre preservação digital emanadas pelo Arquivo Nacional não estão sendo efetivamente implantadas dentro das instituições públicas federais, corroborando para o desenvolvimento de ações para a melhoria desse cenário.

Ver registro completo

Artigo
Brazilian Journal of Information Science Research Trends
Os impactos da obsolescência tecnológica frente à preservação de documentos digitais (2017)

Autores: Santos, Henrique Machado dos; Flores, Daniel

Resumo: Este estudo tem por objetivo realizar uma reflexão sobre os impactos da obsolescência tecnológica nas atividades de preservação digital para ressaltar suas principais limitações teóricas e apontar meios de minimizar estes efeitos em longo prazo. A metodologia utilizada consiste no levantamento bibliográfico de materiais previamente publicados e apresenta uma breve revisão de literatura sobre a obsolescência tecnológica. Dentre as questões abordadas, destaca-se a necessidade de definir políticas institucionais, bem como, implementar estratégias de preservação e sistemas informatizados. Desta forma, estima-se desenvolver um ambiente confiável para minimizar os efeitos da obsolescência tecnológica e garantir manutenção da autenticidade dos documentos digitais em logo prazo. Por fim, observa-se que a obsolescência manifestada em nível de software se apresenta como o desafio de maior pertinência para a comunidade de preservação, pois ainda não há teorias e nem práticas que comprovem a solução deste problema.

DOI: 10.36311/1981-1640.2017.v11n2.04.p28

Ver registro completo

Artigo
Brazilian Journal of Information Science Research Trends
Análise do conhecimento teórico-metodológico da preservação digital sob a ótica da OAIS, SAAI, ISO 14721 e NBR 15472 (2017)

Autores: Flores, Daniel; Pradebon, Daiane Segabinazzi; Cé, Graziella

Resumo: Este artigo visa aprofundar o conhecimento teórico-metodológico sobre o Open Archival Information System (OAIS) ou Sistema Aberto para Arquivamento de Informação (SAAI), a ISO 14721 e NBR 15472, sob a ótica da Arquivologia. Para isso, são abordados elementos da Resolução Conarq nº 39, de 29 de abril de 2014, conjuntamente ao modelo OAIS, definindo um conjunto mínimo de responsabilidades para um Arquivo ser chamado de Arquivo OAIS ou de Repositório Arquivístico Digital Confiável (RDC-Arq). O OAIS ou SAAI é um modelo conceitual para organização de sistemas e pessoas voltado a preservação e acesso de documentos em longo prazo, podendo abranger também outras áreas da Ciências da Informação, como a Biblioteconomia e a Museologia. Parece claro afirmar que na Arquivologia a utilização do OAIS é consenso para a manutenção de documentos digitais a longo prazo. Portanto, a sua ampliação pode servir para promover a interoperabilidade entre bibliotecas, arquivos, museus e demais instituições que trabalham com informação digital. Por outro lado, as instituições carecem de projetos teóricos e práticos de preservação digital, provavelmente pela falta de profissionais capacitados para atuar na área. Por fim, é preciso investir em formações curriculares voltados à preservação da informação digital para além dos ambientes de arquivo.

DOI: 10.36311/1981-1640.2017.v11n4.11.p73

Ver registro completo

Artigo
Informação & Informação
A utilização do Ica-Atom como plataforma de acesso, difusão e descrição dos documentos arquivísticos de instituições públicas (2017)

Autores: Lima, Eliseu dos Santos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Ciência da Informação; Arquivologia; Gestão da Informação; Administração; ICA-AtoM; Acesso; Difusão; Patrimônio Documental; Instituições Públicas

Resumo: Introdução: A tecnologia da informação vem ocasionando transformações em diversos segmentos da sociedade. Na área arquivística sua presença é marcante, tanto que ultimamente tem aumentado o quantitativo de instituições que fazem uso de sistemas informatizados, repositórios e plataformas que automatizam atividades como descrição, difusão, e que inclusive proporcionam o acesso ao patrimônio documental arquivístico.Objetivo: Discorrer sobre as funcionalidades e a utilidade da plataforma International Council Archives - Access to Memory (ICA-AtoM) nas atividades arquivísticas de descrição, difusão e acesso ao patrimônio documental arquivístico.Metodologia: Levantamento de bibliografia e referenciais teóricos, a partir de experiências já vivenciadas por pesquisadores da área arquivística.Resultados: Constata-se que a plataforma serve tanto para descrever os documentos permanentes, como para proporcionar o acesso à informação registrada em documentos correntes e intermediários, como forma de dinamizar o acesso aos fundos documentais de instituições públicas.Conclusões: Considera-se que o ICA-AtoM, além de servir à descrição, pode proporcionar um ambiente autêntico para o armazenamento seguro e como fonte de prova dos documentos institucionais digitais e digitalizados, bem como para prover preservação e acesso a longo prazo, se for interligada a um RDC-Arq, como o Archivematica, por exemplo.

Ver registro completo

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.21 - n.4 - p.139
O documento arquivístico digital enquanto fonte de pesquisa (2016)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Documento arquivístico digital; Preservação digital; Confiabilidade; Fontes de pesquisa; Acesso

Resumo: Este estudo realiza uma reflexão sobre as transformações do documento arquivístico, contextualizando-o como fonte de pesquisa. Discorre-se sobre questões como a evolução das tecnologias da informação, suas consequentes vulnerabilidades e a perspectiva de acessar registros fidedignos. A metodologia consiste no levantamento bibliográfico de materiais previamente publicados, contando com livros, teses, dissertações e artigos científicos. Os dados coletados são analisados de forma qualitativa, e apresentados na forma descritiva. Tais aspectos configuram este estudo como um artigo revisão com caráter assistemático. A discussão está centrada em três pontos: confiabilidade, preservação e acesso. Estes pontos são debatidos com a finalidade de preservar documentos digitais fidedignos no longo prazo garantindo o acesso e a sua correta interpretação por parte dos usuários potenciais. Por fim, este estudo contribui para a sedimentação do documento arquivístico digital como uma fonte de pesquisa, e salienta a importância de uma revisão constante das práticas de preservação digital até que ela atinja a mesma expertise que a preservação tradicional.

Ver registro completo

Artigo
BIBLOS - v.30 - n.2 - p.488
Os fundamentos da diplomática contemporânea na preservação de documentos arquivísticos digitais (2016)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Arquivologia; Documento arquivístico digital; Diplomática contemporânea; Preservação digital;

Resumo: Os avanços das tecnologias da informação contribuíram para a disseminação de suas ferramentas na sociedade. Da mesma forma, estas ferramentas foram introduzidas no campo arquivístico, resultando no advento do documento arquivístico digital. Sua rápida introdução na Arquivologia trousse dúvidas em relação a sua autenticidade e confiabilidade quando preservados em longo prazo. Desta forma, este artigo tem por objetivo demonstrar o papel da diplomática contemporânea na preservação digital. Partindo dessa abordagem interdisciplinar, juntamente com os fundamentos da preservação digital, podem-se obter documentos arquivísticos digitais autênticos e confiáveis, promovendo o acesso contínuo em longo prazo.

Ver registro completo

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.20 - n.2 - p.128
Repositórios digitais confiáveis para documentos arquivísticos: ponderações sobre a preservação em longo prazo (2015)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Arquivologia; Documentos arquivísticos digitais; Repositórios digitais; Confiabilidade; Preservação Digital

Resumo: A evolução da tecnologia da informação e a sua inserção na Arquivologia proporcionou rupturas no conceito e na concepção de documento arquivístico que se refletem nas práticas de gestão, preservação e acesso. A complexidade e a especificidade do documento arquivístico digital implica na necessidade de um tratamento diferenciado se comparado aos documentos tradicionais em suportes analógicos. Além disto, é preciso garantir a integridade e a autenticidade dos documentos digitais armazenando-os em um sistema confiável. Neste sentido, os repositórios digitais se configuram no âmbito global como a melhor alternativa para a preservação em longo prazo, entretanto, as ações para gerar confiabilidade ainda são pouco difundidas. Este artigo tem por objetivo realizar uma reflexão sobre os requisitos para desenvolver um repositório digital confiável. A metodologia utilizada consiste na revisão de materiais previamente publicados nos últimos vinte anos, a qual aborda os dados de forma qualitativa, enfatizando os estudos mais recentes. Dentre os avanços mais significativos, salienta-se a realização de auditorias para que os repositórios possam ser certificados como “confiáveis”. Além disso, é reforçada a utilização de normas e recomendações, e a definição prévia de políticas de preservação digital que considerem a confiabilidade durante todo o ciclo documental, configurando assim uma custódia confiável.

Ver registro completo

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.20 - n.4 - p.131
Políticas de preservação digital para documentos arquivísticos (2015)

Autores: Santos, Henrique Machado dos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Documentos arquivísticos digitais; Preservação digital; Políticas de preservação; Fidedignidade; Documentos digitais

Resumo: Este artigo realiza uma reflexão abrangente sobre as políticas de preservação digital para documentos arquivísticos, com ênfase na manutenção da fidedignidade e na garantia de acesso em longo prazo. Desta forma, são perpassados os seguintes aspectos: a evolução das tecnologias da informação; o advento do documento digital; o uso de padrões abertos; o uso de metadados; os custos relacionados; a segurança; e o planejamento da preservação em longo prazo. A metodologia consiste no levantamento bibliográfico-documental, composto por materiais previamente publicados, dentre eles: livros, teses, dissertações, textos em sites da Internet e artigos em periódicos científicos indexados no Google Scholar. Constitui uma revisão de literatura, que aborda principalmente trabalhos contemporâneos, publicados nos últimos quinze anos, período em que as discussões sobre a preservação digital se acentuaram. Desta forma, os dados coletados são processados através da análise qualitativa, e posteriormente, estruturados em seções temáticas, que apontam os principais entraves teóricos.

Ver registro completo

Artigo
Em Questão - v.20 - n.1 - p.2353
Região Platina/MERCOSUL: projetos desenvolvidos na Universidade Federal de Santa Maria na área de Artes e Letras (2014)

Autores: Viana, Gilberto Fladimar Rodrigues (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Archivología; Patrimonio documental; Proyecto; Región del Plata; Mercosur; UFSM;

Resumo: Neste artigo, é feito um levantamento sobre o número de projetos registrados no âmbito do Centro de Artes e Letras (CAL), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no período 1992/2008, com temáticas referentes à região Platina e/ou ao Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Para esse levantamento, utilizou-se relatório solicitado e emitido pelo Centro de Processamento de Dados (CPD), através do Sistema de Informações para o Ensino (SIE). Foram levantados os números em relação aos tipos de projetos, situações e sua origem – se de graduação, ou de pós-graduação, além de outras informações pertinentes a projetos. A análise dessas informações foi feita a partir de uma abordagem quantitativa e tratou-se o tema sob enfoque do banco de dados como patrimônio documental. Enfatiza-se que o referido banco de dados deve ser administrado de forma a garantir a autenticidade e a fidedignidade dos documentos, assim como viabilizar o acesso deles à sociedade.

Ver registro completo

Artigo
Perspectivas em Ciência da Informação - v.19 - n.4 - p.123
Instrumento de descrição arquivística em meio eletrônico: definição do quadro de padrões, normas e metadados (2014)

Autores: Carpes, Franciele Simon (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Descrição Arquivística, Metadados, e-ARQ, NOBRADE

Resumo: Este trabalho apresenta a definição do quadro de padrões, normas e metadados a serem utilizados para descrição das resoluções do reitor da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Devido ao seu valor probatório e informativo, os documentos decorrentes dos atos legais e normativos da UFSM são considerados de caráter permanente, ou seja, são documentos históricos, que compõe o patrimônio documental da Universidade. Atualmente, a maioria destes documentos está acessível apenas em suporte papel. A disponibilização destes documentos permitirá um maior e melhor acesso. Para desenvolver um instrumento de descrição em meio digital é necessária a definição do quadro de padrões, normas e metadados a serem utilizados. Para isso, primeiramente, buscou-se compreender a situação deste acervo em relação à descrição e acesso. Isso foi necessário porque o estabelecimento deste quadro foi baseado nas experiências anteriores, adequando-o as normas arquivísticas. A norma utilizada é a NOBRADE e o padrão de metadados é o do e-ARQ Brasil. Esse quadro deverá ser implementado no sistema eletrônico da Universidade (SIE). Posteriormente, publicar-se-á o instrumento de descrição arquivística em meio eletrônico. Dessa forma, a pesquisa contribuiu para os estudos quanto à Descrição Arquivística, o emprego de suas normas, e a utilização da tecnologia da informação.

Ver registro completo

Artigo
BIBLOS - v.28 - n.3 - p.Edição especial - Anais do 2º Seminário de Ensino em Arquivologia do Rio Grande do Sul
Biblos - edição especial 2º SEARQRS (2014)

Autores: da Silva, Rita de Cássia Portela (Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Ensino; Arquivologia; Avaliação de Documentos; Diplomática; Documentos Eletrônicos

Resumo: Editorial da edição especial da Biblos, com os trabalhos do 2º SEARQRS. Texto com um breve histórico do evento e apresentação dos trabalhos.

Ver registro completo

Artigo
BIBLOS - v.28 - n.3 - p.Edição especial - Anais do 2º Seminário de Ensino em Arquivologia do Rio Grande do Sul
A função arquivística de avaliação documental no software livre de gestão documental Nuxeo (2014)

Autores: Lampert, Sérgio Renato; Flores, Daniel

Assuntos: Nuxeo; Avaliação de documentos; Gestão eletrônica de documentos

Resumo: Apresenta o estudo do Software Livre de Gestão Documental Nuxeo frente à implementação da função arquivística de avaliação documental. A análise da ferramenta possibilitou verificar o procedimento de instalação, apontando dificuldades e barreiras para os profissionais da informação que desejam instalar a solução. Considerando os pressupostos teóricos acerca da avaliação documental, buscou-se analisar a empregabilidade desta, na ferramenta, a fim de validar a aplicação da teoria das três idades. O exame das funcionalidades do Nuxeo permitiu identificar que o software não aplica de modo automatizado a função de avaliação documental. Apesar de não ser uma solução arquivística, conclui-se que o Nuxeo pode ser utilizado para a gestão de documentos digitais, uma vez que apresenta em sua estrutura metadados para avaliação documental. A análise de softwares de gestão documental, sob o viés arquivístico, possibilita aproximar o arquivista das Tecnologias da Informação e garantir o acesso futuro às informações em meio digital.

Ver registro completo

Artigo
Informação & Informação
Análise e aplicação do ICA-AtoM como ferramenta para descrição e acesso ao Patrimônio Documental e Histórico do município de Santa Maria – RS (2014)

Autores: Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Hedlund, Dhion Carlos (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Ciência da Informação; Arquivologia; Gestão da Informação; ICA-AtoM; Acesso; Descrição arquivística

Resumo: Introdução: Apresenta resultados preliminares de uma pesquisa de mestrado que discute e avalia a utilização do Software Livre ICA-AtoM na atividade de descrição arquivística e, acesso por meio da internet, ao acervo fotográfico do Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria (AHMSM), RS. Esta ferramenta é amplamente compartilhada e utilizada com sucesso entre os arquivistas canadenses e espanhóis, o que abre caminho para nós, brasileiros, adaptá-la à realidade arquivística brasileira e usufruir dos recursos oferecidos por ela.Objetivo: Avaliar a utilização do ICA-AtoM como ferramenta de auxílio para a descrição arquivística do acervo fotográfico do AHMSM, proporcionando o acesso via internet ao acervo, apresentando ao usuário as informações arquivísticas obrigatórias para cada fotografia, conforme as normas nacionais que regem a função de descrição arquivística.Metodologia: Pesquisa exploratória, descritiva e qualitativa. A revisão da literatura acerca dos requisitos teóricos exigidos para descrição arquivística e a elaboração da descrição de parte do acervo fotográfico da instituição possibilitaram uma discussão inicial sobre os aspectos funcionais do software em relação a essa função arquivística.Resultados: Constatou-se nesta primeira fase da pesquisa que o ICA-AtoM possui uma gama de recursos técnicos que flexibilizam e facilitam a atividade de descrição arquivística; auxilia na preservação e difusão de informações sobre o acervo e providencia o acesso à documentação por meio de representantes digitais, permitindo um alcance global através de sua interface multilíngue na internet.Conclusões: A partir dos resultados obtidos nesta primeira fase da pesquisa, pode-se afirmar que o uso adequado do ICA-AToM, se aplicado de acordo com os critérios arquivísticos exigidos, pode facilitar atividades e trazer benefícios à instituição detentora do acervo. As reflexões decorrentes deste estudo prosseguirão por meio da continuidade da pesquisa, que já abriu caminho para uma análise posterior de maior espectro sobre a utilização do software em outras realidades documentais.

Ver registro completo

Artigo
Em Questão - v.19 - n.1 - p.2159
Preservação da informação arquivística digital: repercussões para o patrimônio cultural (2013)

Autores: Schäfer, Murilo Billig (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)); Flores, Daniel (Universidade Federal de Santa Maria (UFSM))

Assuntos: Archival; Documentary heritage; Cultural heritage; Digital archival documents;

Resumo: Este estudo tem por objetivo apresentar a relação entre a preservação das informações arquivísticas digitais, considerando-as como elementos integrantes do patrimônio documental e cultural. Com o avanço tecnológico voltado para a informação, parte do patrimônio documental acaba por ser criado e utilizado em ambientes eletrônicos. Desse modo, necessitam-se estudos que encontrem alternativas para a preservação de longo prazo para tais informações, responsáveis por retratar parte da história e evolução da sociedade. A metodologia deste trabalho, pauta-se na análise de referencial teórico referente ao patrimônio documental e cultural, associando-o às instituições que produzem e salvaguardam documentos arquivísticos em formato digital.Preservation of digital information archive: effects for cultural heritage.Abstract: This study aims to discuss the archival preservation of digital information, regarding them as integral parts of the documentary heritage and cultural. With advances in technology oriented information, part of the documentary heritage eventually be created and used in electronic environments. Thus there is need for studies to find alternatives to long-term preservation of such information, responsible for portraying the history and evolution of society. The methodology of this work, staff in the theoretical analysis regarding the documentary heritage and culture, linking it to the institutions that produce and preserve records in digital format.

Ver registro completo

Refinar busca